melhorar-imagem-redes-sociais

Como trabalhar nas redes sociais para melhorar sua marca

As redes sociais já ocupam um espaço considerável na internet. Responsáveis por facilitar a conexão e agilizar a comunicação, elas ganham novos usuários todos os dias, com um crescimento exponencial.

De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 7 em cada 10 brasileiros estão conectados às redes. 

Desse total, quase todos utilizam as redes sociais, com 62% da população ativa. Entre as redes mais acessadas, destacam-se o Youtube (60%), o Facebook (59%), o Whatsapp (56%) e o Instagram (40%).

Tendo em vista esse cenário, as redes tornaram-se fortes aliadas nas estratégias de marketing das instituições. 

Cerca de 58% dos usuários brasileiros já buscaram por algum serviço ou produto na internet e quase 30% concretizam a compra.

O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking entre os países que mais usam as redes sociais, com média de 225 minutos por dia. 

Perdemos somente para as Filipinas, com 241 minutos por dia. Mas, ao comparar por região, a América Latina se sobressai como o território que mais passa tempo online nas redes.

Portanto, não há como fugir do marketing nas redes sociais, principalmente empresas que desejam se destacar no mercado. 

A vantagem é que todo mundo pode usá-las, desde uma pequena empresa de transporte de pequenas cargas, até as grandes multinacionais.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para você trabalhar com as redes sociais e melhorar a sua marca.

1 – Conheça redes sociais mais acessadas

Com a expansão da internet, há uma diversidade enorme de redes sociais disponíveis. 

No entanto, é fundamental conhecer quais são as plataformas mais acessadas e respeitar as especificações de cada rede, para um uso direcionado e assertivo.

No Brasil, as mais populares são:

  • Facebook;
  • Instagram;
  • Youtube;
  • LinkedIN.

Para aproveitar as vantagens de cada uma delas, vale a pena explorar suas principais características.

Facebook

O Facebook é uma das redes sociais mais populares em todo o mundo.

São mais de 2 bilhões de usuários ativos mensalmente, incluindo outros aplicativos da plataforma (Whatsapp, Messenger, entre outros). Só no Brasil, 127 milhões de pessoas possuem um perfil no Facebook.

O sucesso do Facebook deve-se à praticidade da rede: a mídia consegue agrupar vários materiais em um único local, ao mesmo tempo em que é focada no usuário. 

Por isso, o Facebook é uma das melhores ferramentas de marketing digital, seja para gerar oportunidades de vendas, adquirir leads, fidelizar consumidores e criar autoridade para a marca.

Recomenda-se que as empresas tenham, pelo menos, uma página no Facebook – e isso vale mesmo para os profissionais autônomos. 

Por exemplo, um profissional especializado no conserto TV philco pode divulgar o seu trabalho pelo Facebook, sem um ter que investir nenhum capital, pois a plataforma é gratuita.

Instagram

O Instagram vem logo atrás do Facebook, como uma das redes sociais mais usadas nas estratégias de marketing digital. 

O aplicativo é propriedade do Facebook desde 2012, por essa razão, muitas das campanhas são integradas em ambas as plataformas.

Com mais de 1 bilhão de usuários, o Instagram não para de crescer. O Brasil tem cerca de 66 milhões de perfis ativos e quase 50% dos usuários já compraram algum produto/serviço por influência do aplicativo.

A grande vantagem do Instagram está no apelo imagético. Por exemplo, uma empresa de refeição industrial pode criar uma conta no Instagram para postar fotos dos pratos, incitando o desejo entre os usuários.

Além disso, o Instagram oferece inúmeras funcionalidades para os perfis comerciais, como tag de produtos, finalização de compra diretamente no aplicativo, redirecionamento por hashtags e a grande aproximação da empresa com o público.

Youtube

O Youtube é a rede social preferida dos brasileiros. Muito disso, deve-se à própria cultura do país, voltada ao audiovisual. 

Em média, a população do Brasil passa 4h30 horas assistindo vídeos; e desse tempo, quase 2 horas são dedicadas ao Youtube.

O Youtube pode ser usado de muitas maneiras, como a veiculação de anúncios pagos (propagandas que aparecem antes ou durante um vídeo), a produção de conteúdos pela própria empresa e a divulgação por influenciadores digitais. 

O último caso tem-se mostrado bastante eficiente como estratégia de marketing.

Basicamente, a empresa entra em contato com um youtuber para parcerias, ou oferece algum produto/serviço para teste. 

Por exemplo, uma blogueira de viagem pode ganhar um transfer executivo personalizado, para levá-la do aeroporto até o hotel onde ficará hospedada. 

Em troca, a blogueira deverá gravar um vídeo para o Youtube, mostrando todos os diferenciais do serviço de transfer e divulgando a empresa responsável.

Os resultados geralmente são positivos, pois os youtubers e influenciadores digitais conseguem atrair muitas pessoas, pois eles são vistos como autoridades em um determinado assunto. 

Assim, as empresas podem melhorar a visibilidade da marca e também serem reconhecidas no mercado.

Linkedin

O Linkedin é uma rede social voltada para negócios e oportunidades de emprego, com 15 milhões de usuários ativos no Brasil. 

Além de ser a principal ferramenta para conexões profissionais, a rede é considerada a plataforma de recrutamento de talentos mais relevante e com maior autoridade na internet.

Por esse motivo, o LinkedIN não somente é usado para divulgação de produtos/serviços para prospecção de leads, mas também como um canal para firmar parcerias, conhecer a concorrência e perceber novas oportunidades no mercado.

Outra vantagem do LinkedIN está no aumento de visitantes no seu blog, oriundos da rede social. 

Por tratar-se de uma rede profissional, os conteúdos divulgados permitem uma linguagem mais técnica e informações mais precisas, com maior segmentação de público. 

Assim, quem entrará no seu site/blog ou e-commerce são as pessoas realmente interessadas no produto/serviço.

2 – Tenha um planejamento dos conteúdos

Após conhecer mais sobre as redes sociais e escolher em qual delas investir, é preciso elaborar um planejamento dos conteúdos. 

Lembre-se que na internet, os usuários buscam por informação de qualidade e relevante, por isso, os materiais devem ser feitos a partir de pesquisas, dados comprovados e científicos.

Os conteúdos também devem ser diversificados. Por exemplo, você pode produzir um texto sobre os procedimentos para exame admissional para hospital e complementá-lo com imagens, áudios e até mesmo vídeos. 

Tudo irá depender das especificações da rede social onde será feita a publicação.

O Instagram, por exemplo, é um canal excelente para divulgação de imagens, fotografias, infográficos e vídeos curtos (de até 1 minuto). O aplicativo também é recomendado para a gravação de Stories e IGTV.

Assim, uma loja de artigos religiosos pode gravar um pequeno stories no Instagram para anunciar o recebimento de pavio para velas de 7 dias. Esse conteúdo pode ser mais informal, para criar maior proximidade com os usuários.

Os Stories do Instagram cativam os usuários pelo imediatismo. Por isso, é um ótimo recurso para avisar os clientes sobre promoções, produtos/serviços inéditos, inovações da empresa e, até mesmo, horários de funcionamento.

3 – Interaja com a sua audiência

A popularização das redes sociais ocorreu por inúmeros motivos, mas a possibilidade de interação dos usuários é um dos fatores mais enfatizados. 

Ademais, ao interagir com o público, a empresa passa a conhecê-lo melhor, sendo possível conhecer as vontades e gostos dos usuários sobre seu trabalho.

As interações podem ser feitas de modo simples. Por exemplo, o Stories do Instagram permite a criação de enquetes, onde os usuários podem votar em alternativas. 

Assim, ao criar uma sacola de supermercado personalizada, a empresa pode disponibilizar o modelo nos Stories e fazer uma votação, para saber se o público aprovou ou não o produto.

4 – Não ignore as mensagens dos usuários

As redes sociais são canais de comunicação e troca de mensagens instantâneas. Por esse motivo, muitos usuários costumam mandar perguntas para os perfis comerciais, substituindo a forma de contato por telefone.

Para ter sucesso nas estratégias digitais, é preciso dar atenção aos usuários que entram em contato com a marca. 

Por exemplo, vários aplicativos disponibilizam o serviço de motoboy terceirizado, para entrega de compras, refeições, remédios, entre outros produtos. 

Muitos usuários dos aplicativos podem usar as redes sociais para tirar dúvidas, mesmo que o recurso tenha um próprio canal de comunicação.

Portanto, recomenda-se um acompanhamento diário das redes sociais, para responder os usuários, sanar dúvidas e aumentar a conversão de leads. Ou seja, um bom atendimento é fundamental também nas redes sociais.

5 – Mantenha uma identidade visual

A comunicação visual é uma estratégia de marketing que extrapola o digital. A empresa deve criar uma identidade e, para isso, é necessário manter um padrão de cores, tipografia, formas e dos demais recursos visuais. 

O mesmo vale para as redes: ao criar uma página no Facebook para a sua marca, lembre-se de respeitar a identidade do seu negócio, para que os usuários possam reconhecer a empresa com mais eficiência.

Após todas essas dicas, ficou muito mais simples pensar nas estratégias para trabalhar sua marca nas redes sociais. Importante sempre analisar seu orçamento, caso você aposte em links patrocinados. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sua opinião nos ajuda a fazer melhor, comenta aí...

comentários

Bruno Stainen

Olá, Bruno Stainen aqui! Desde 2014 venho ajudando a empresas de todos os tamanhos e de todos os tipos a melhorarem seu posicionamento na internet através de técnicas de Marketing Digital. Espero que minha expertise possa te ajudar a alavancar seu negócio para o próximo nível. Sucesso é a única possibilidade!